RSS

Um pouco mais sobre Geraldo Vandré

Geraldo Vandré tornou-se o inimigo número um do regime militar. A sua canção “Caminhando (Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores)”, que ficou com o polêmico segundo lugar no Festival Internacional da Canção, em 1968, tornou-se um hino contra a ditadura militar, cantado por toda a juventude do Brasil de 1968. Esta canção, afirmam alguns analistas de história, foi uma das responsáveis pela promulgação do AI-5. Ficou proibida de ser cantada e executada em todo país. Só voltaria a ser ressuscitada em 1979, após a abertura política e a anistia, quando a cantora Simone a cantou em um show, no Canecão. Perseguido pelo regime, Geraldo Vandré esteve exilado de 1969 a 1973. Após o exílio, jamais conseguiu recuperar a carreira interrompida pela censura da ditadura militar. Calava-se uma expressiva carreira emprestada ao combate à ditadura.

Postado por: Camilla Guedes - 9º ano F

4 comentários:

Geraldo Vandré disse...

É isso ai Camilla! Geraldo Vandré foi uma pessoa muito corajosa pra enfrentar a ditadura. Essa música ficou mesmo muito famosa e é pena que essa grande carreira de artista, interrompida pela ditadura militar, tenha se calado.

Postado por: Taiane - 9º ano F

Geraldo Vandré disse...

Parabéns Camilla! é sempre bom saber mais um pouquinho sobre Geraldo Vandré...
e eu concordo com Taiane, é realmente uma pena que a carreira dele tenha sido interrompida por culpa dos militares =/

Postado por: Ingrid - 9º ano F

Raíssa disse...

Bom saber disso tudo camilla mais ele nao merecia um segundo lugar e sim o primeiro... essa musica fala de todas repressões que eles tinham. E é bom mesmo ficar sabendo aos poucos mais coisas sobre esse grande astro!

Por: Raíssa Braz

Geraldo Vandré disse...

Camilla, a sua postagem foi muito interessante. gostei muito, so nao gostei da parte que Geraldo teve que parar de cantar a sua muisica

Por : Beatriz Ribeiro

Postar um comentário

Comentários